Ecologias políticas do capitalismo
e paisagens de desigualdade

​A intensificação do extrativismo aumentou os conflitos, os desastres, os crimes, a desigualdade e a degradação ambiental. Espoliações provocadas pelo capital no espaço urbano operam cada vez mais em paralelo com a destruição das bacias hidrográficas, das montanhas, das florestas, o cercamento das águas. As narrativas despolitizadas do Antropoceno são contraditas por guerrilhas de narrativas que questionam a naturalização das opressões. Se o Antropoceno é a Era do Capital, quais horizontes permitem imaginar alternativas baseadas em transformações igualitárias das relações sócio-ecológicas pós-capitalistas?

#História ambiental 

#Capitaloceno #Antropoceno 

#Chthuluceno #Engenhoceno

 #extrativismo #economia verde

#deslocamentos e #migrações #racismoambiental

 #justiça ambiental

Ecologias políticas insurgentes

Essa sessão promove discussões sobre as lutas e as alternativas. Incentivamos propostas orientadas na análise das transformações políticas e das lutas territoriais. Abya Yala indígena, quilombola, diaspórica, camponesa, ribeirinha, seringueira, palenquera, fundos de pasto, sem terra e sem teto, o ecologismo popular e as epistemologias insurgentes. Os comuns são construções que historicamente enfrentam os cercamentos, desafiam a mercantilização, o individualismo, o neoliberalismo, nas cidades, nas águas, nas florestas e nos campos. Convidamos propostas que promovam pensamentos  de resistências e das lutas.

 

#ecologia política dos comuns

#decrescimento

#ecologismo dos pobres

#pós-extrativismo

#pós-desenvolvimento

#ecofeminismos 

#ecosocialismo

#ecosufuciência

#novas cartografias

Ecologias decoloniais, epistemologias ambientais e cosmovisões

Para além da materialidade, as reflexões teóricas da ecologia política latino-americana têm contribuído para visibilizar conhecimentos que vão muito além do conhecimento ocidental do mundo, assim como vislumbrar outros mundos que re-existem para além da colonialidade. Convidamos propostas que dialoguem com as alternativas epistêmicas, as lutas e guerras ontológicas, e com as formas de conhecimento e de vida que emergem da práxis decolonial, e que contribuam para visibilizar horizontes de alternativas frente às espoliações do Ser e do Saber territorializados.

#ontologia política

#epistemologias do sul

 #perspectivismo

 #multinaturalismo

 #literatura ecocrítica

 #narrativas de guerrilha

 #autobiografias tóxicas

#ciência e tecnologia emancipatórias

IIIº CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE ECOLOGIA POLÍTICA    © 2019